Publicado por: absesimbra | 25 de Novembro de 2014

Mordomia (Parte I)

Porquê este tema de pregações?

Áreas tais como gestão de tempo, pôr em prática os talentos naturais e os dons espirituais, contribuir para a gestão financeira da igreja com os dízimos e ofertas e fazer-se uso da experiência com Deus que cada um possui são áreas em que a igreja precisa de crescer e de entender a vontade de Deus para a sua vida. Mas mais do que entender a vontade de Deus passa também por praticar/obedecer àquilo que já se percebeu.

Muito importante!

Tenho eu intimidade com o Senhor, com o meu Senhor?

Exemplo de Moisés em Êxodo 33:11 a 23 – Intimidade com Deus!

Que grande intimidade Moisés tinha com Deus.

Formas de aumentar a intimidade? Uma vida de obediência e submissão a Ele; Tempo a estudar a Bíblia (Curso seja um Obreiro Aprovado); Tempo em oração; estar na igreja aprendendo com os irmãos; Devocional pessoal; etc…)

A base de uma boa mordomia é uma boa intimidade com Deus. O desejo de estar junto a Deus (Ver Salmo 42:1-2 – “Assim como a corça anseia por águas…” conhecendo-O mais e mais a cada dia que passa. Transformando o nosso ser mostrando-se na prática do nosso dia-a-dia.

Cabe a cada um de nós avaliarmos como se encontra a nossa intimidade com Deus, o nosso Senhor.

Áreas de Mordomia (parte 1):

A área dos nossos talentos naturais e dons espirituais.

Convém saber a diferença entre talentos naturais e dons espirituais.

Talento é uma capacidade natural ou seja que nasce connosco que Deus nos dá. Uma área em que somos melhores do que a maioria das pessoas porque, temos facilidade em aprender e em exercitar essa tarefa. Temos de exercitar, treinar, investir para aperfeiçoá-la e assim pô-la em prática.

Todos nós temos talentos. Talentos em áreas práticas da nossa vida. Alguém pode ter jeito para administração. Para ensinar, para tocar um instrumento, para fazer um desporto, para tricotar, para bordar, para escrever, para fazer poesia, para pintar, etc…

Quando dizemos que não temos nenhum talento é porque andamos distraídos com as coisas da vida e não tiramos tempo para perceber aquilo que gostamos e que temos um jeito especial para fazer. Não investimos tempo em outras coisas mas somente andamos no corre-corre da vida sem prestarmos atenção áquilo que Deus nos deu como presente. Todos nós temos uma aptidão natural para fazer algo… o desafio é descobrir essa característica e coloca-la ao serviço de Deus. Usá-la para que mais pessoas possam conhecer Jesus Cristo.

Falar da passagem dos talentos descrita em Mateus 25 e dar o Exemplo da música!

Dons espirituais por outro lado são capacidades que Deus dá a cada pessoa que decide seguir Jesus, para essa pessoa usar essa capacidade no contexto da igreja local. Ou seja alguém que nasce de novo e está inserido numa igreja local tem uma ou mais capacidades qua a Bíblia descreve como características práticas de serviço para o bem do corpo onde está inserido. Alguns exemplos de dons que a Bíblia cita são o dom do serviço, dom de ensino, dom de exortação, dom da liberalidade, dom de profetizar, dom de hospitalidade, dom de evangelizar, etc… entre outros mencionados na Bíblia (depois existe um curso que fala acerca dos dons quem estiver interessado pode me contactar se quiser saber mais acerca deste assunto), Estas capacidades são para serem colocadas ao serviço da igreja e servem para o avanço do Reino de Deus.

Qual deve ser a minha ação no que toca aos dons espirituais? Devo procurar quais são os meus com zelo, ou seja não desistindo, servindo na igreja e verificando as áreas em que existe mais fruto/resultados do que o normal. Se existe um bom resultado provavelmente terei um dom nessa área. Depois é exercitar esse dom para o bem do Reino de Deus.

Todos os nossos dons e talentos vêm do Senhor e devem voltar para o Senhor, ou seja devem ser usados para a Sua Glória.

Tempo

No que toca ao tempo, é o único bem que todo o ser humano possuí de igual forma, ou seja todos têm 24 horas por dia para gastar. Ninguém pode dizer que tem menos ou mais tempo do que outro, se dizemos que não temos tempo para algo estamos a querer dizer que temos algo mais importante para fazer do que aquilo a que nos estamos a referir. Porque na verdade todos temos o mesmo tempo.

No entanto nos dias que correm o tempo é dos bens mais preciosos que podemos ter. Levamos vidas tão ocupadas que a frase” Não tenho tempo” é uma das mais usuais do nosso dia-a-dia.

Talvez a passagem Bíblica mais famosa que aborda esta questão do tempo está em Eclesiastes 3: 1-8 (VAMOS LER)

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.”

Quando se trata de tempo alguns estudiosos colocam as coisas num diagrama onde estão níveis de importância e de urgência da tarefa ou compromisso.

 

 

Urgente

 

Não urgente
Importante – Acidente

-Doença urgente

– Crise familiar

 

– Algo planeado, como consultas médicas, visitação a um cliente, a um familiar ou amigo;
Não importante – Atender um telefonema;

– Birra de teimosia de um filho;

 

– Facebook e outros jogos;

– Séries de TV ou filmes;

Este exercício ajuda-nos a sermos bons gestores do nosso tempo. Nos dias que correm existem muitos mecanismos para pouparmos tempo, mas existem igualmente muitas outras coisas que nos roubam esse mesmo tempo, um bem precioso que temos. Todos nós sabemos o que nos rouba o tempo. Não vale quase a pena citar porque nós sabemos quais são as coisas que nos tiram tempo.

Mas perguntas como estas têm de ser feitas:

  • De que forma eu faço a gestão do tempo que Deus me dá?
  • Estou eu a honrar Deus com o uso do meu tempo?
  • Quanto tempo dedico a Deus e ao fazer avançar o Seu Reino na terra?

 

A melhor forma de sermos bons mordomos do nosso tempo é seguir o que Paulo diz aos Efésios no capítulo 5, versos 16 e 17:

Efésios 5:15-17

“Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios. Remindo o tempo; porquanto os dias são maus. Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.”

Podemos ser burros ou inteligentes na forma como gastamos o nosso tempo… a melhor forma de gastar o nosso tempo é procurar fazê-lo sabendo e entendendo qual a vontade de Deus para cada situação onde somos chamados a gastar tempo.

Para isso podemos também criar uma ordem de prioridades verificando aquilo que é essencial para a nossa vida, existindo uma ordem decrescente.

Uma lista diária ou semanal das tarefas que são mais importantes guardando tempo para Deus/Igreja e família, uma vez que trabalho já nos tira muito tempo.

Termino com um vídeo que na pesquisa que fiz sobre este tema, ilustra bem aquilo que Satanás faz para roubar-nos este bem que Deus nos dá. É um vídeo para refletirmos e avaliarmos esta área da nossa vida.

Ver vídeo “Sem tempo para Deus”!

Vale a pena pensar sobre isto!

(Texto adaptado pregação TAfonso)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: