Publicado por: absesimbra | 17 de Janeiro de 2015

Cultura do Evangelho vs Cultura secular

Existem variadíssimos desafios para os cristãos nos dias que correm. Vivemos numa cultura cada vez mais contrária a Deus. Quase tudo nos tira do foco de glorificarmos a Deus. O desafio é viver de uma forma santa dentro deste sistema de valores.

Em vários textos Bíblicos é nos dada a orientação para sermos Santos:

I Pedro 1:16

“Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.”

Levítico 20:7

“Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o Senhor vosso Deus.”

Levítico 19:2

“Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo.”

Definição de Santo: “Ser santo significa a separação de uma pessoa dos costumes mundanos e de tudo aquilo que é contrário a vontade de Deus. A característica do santo é a obediência e a fidelidade a Deus. Dessa forma, a vida do santo reflete as virtudes ensinadas pelo Senhor em Sua Palavra.”

Ler João 17:1-26 – Oração sacerdotal de Jesus

Definir o que é Cultura do Evangelho e o que é Cultura secular:

Cultura do Evangelho

  • A vida eterna – v. 3
  • Reconhecer a autoridade de Jesus – v. 2
  • Glorificar Deus – v. 1,4,5
  • Guardar a Palavra de Deus – v. 6
  • Reconhecer que Jesus vem de Deus – v. 7,8
  • Ser um/unidade com os irmãos e com Deus – v. 11,21,22
  • Ser santo e crer na Bíblia como a verdade – v. 17,19
  • Crer que somos enviados ao mundo com um propósito – v. 18

Cultura secular/mundo – Sistema de valores contrários à vontade de Deus

  • Aqui caracterizada por Jesus como mundo – v. 9,11
  • Precisamos de ser guardados e protegidos deste sistema – v.12
  • Este sistema odeia os filhos de Deus – v. 14
  • Não pertencemos ao mundo – v. 14,16
  • Somos chamados a estar no mundo com uma missão, mas apesar de estarmos no mundo não temos de permanecer no mal – v. 15
  • O este sistema não conhece Deus – v. 25

Se contarmos as expressões “a fim de que” ou “para que” que significam o objetivo ao realizar tal ação quer da parte de Jesus que da nossa parte verificamos que o grande objetivo do Evangelho é fazer uma contracultura no mundo substituindo o que está contra a vontade de Deus pela Sua vontade santa e boa perfeita e agradável para os seus filhos.

Esta era missão de João Batista (LER Mateus 3:2 ) e a missão de Jesus na terra (Ler Mateus 4:17 ). E é esta a nossa missão também, como cristãos. Que o Evangelho que é a implementação do Reino de Deus na terra possa invadir este mundo transformando este sistema de valores podre e afastado de Deus em algo que glorifique o único Deus verdadeiro.

Temos duas opções de vida: Fazer parte desta batalha e no fim vencer com Jesus Cristo, ou então vivermos a nossa vida acatando este sistema sem fazermos nada para o mudar. E interessa saber que a nossa batalha esta implementação do evangelho não é contra pessoas (LER João 3:16 ) mas sim contra todo o sentimento de afastamento de Deus e igualmente contra Satanás e os seus demónios que nos tentam afastar de Deus. (LER Efésios 6:12 )

Se lermos o discurso de Jesus denominado “As bem-aventuranças” em Mateus 5:1-14 verificamos que as características dos bem-aventurados ou seja dos felizes de acordo com o reino de Deus, são todas características de carácter e nenhuma de condição física ou social.

Fala de perseguição no mundo, mas coloca o foco onde ele deve estar – nos céus!

SAL e LUZ do mundo – contracultura do Evangelho para com o sistema de valores mundano e afastado de Deus.

CONCLUSÃO

Vamos começar a estudar na semana que vem o livro de Daniel. E aplicar na vida de Daniel estes princípios. Vamos verificar a forma como Daniel não se deixou contaminar com esta cultura secular do seu tempo e foi fiel ao Senhor num ambiente muito hostil para com a sua crença em Deus.

O tema central do nosso estudo em volta de Daniel será “A vida espiritual em uma cultura secular”

Em Daniel 1:8 diz que “E Daniel propôs no seu coração não se contaminar…”

Este sistema de valores que reina na nossa sociedade e que veremos também reinava na sociedade em que Daniel estava, é como que uma contaminação que nos afasta de Deus. E Daniel decidiu não se deixar influenciar por isso, foi temente e obediente a Deus, foi Sal e luz e Deus o abençoou.

Mas para a semana há mais.

Artigo retirado do esboço da mensagem da Pregação domingo 11.01.2015

Pastor Tiago Afonso


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: