Publicado por: absesimbra | 16 de Junho de 2016

Pregação 12.06.2016 Evangelização fruto de relacionamentos

Temos vindo a estudar os “Uns aos outros” da Bíblia, focados no texto de Actos 2:42-47 (LER)

Temos falado da expressão “Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia-a-dia os que iam sendo salvos.

É isto que desejamos para a nossa igreja… crescimento, que mias pessoas possam conhecer Cristo.

Mas o que é o evangelho? LER Romanos 1:16 – O evangelho é a salvação de todo aquele que crê… mas crê no quê?

Crer no evangelho é reconhecer que sou pecador e por isso estou afastado de Deus, e de que preciso de Cristo para me voltar a aproximar de Deus. Aceitar Jesus como Senhor da minha vida é reconhecer que aquilo que ele tem para mim é a única solução para um relacionamento com Deus.

Evangelização – Tornar o evangelho de Jesus Cristo conhecido…

É uma ordem LER Mateus 28:18-20 e Actos 1:8

Uma ordem concretizada através daquilo que falamos/pregamos, ou seja da quantidade de vezes que falamos do evangelho a alguém – Romanos 10:11-15 – temos de falar do evangelho aos outros

Uma ordem concretizada através da nossa forma de estar, ou seja da nossa vivência e exemplo diário – João 13:34-35 – O amor é algo prático que se mostra no dia-a-dia

Uma ordem concretizada através dos nossos relacionamentos, da forma como lidamos e tratamos os outros – Actos 2:42-47 A mesma passagem em estudo desde que este tema surgiu no nosso meio.

Temos realmente de fazer isto tudo, mas temos de ter a consciência de que o Espírito Santo tem um papel preponderante e decisivo no processo da evangelização.

Processo sim, porque trata-se de algo que pode durar dias, meses, mas também pode durar anos e décadas.

Aqui temos de referir o valor da oração. Devemos orar diariamente por aqueles que desejamos que conheçam a Cristo.

Existe uma escala (denominada de Engel) para exemplificar os estágios em que cada pessoa está no seu processo de conhecer o Evangelho.

E isso tem de nos fazer pensar e avaliar como estão os nossos relacionamentos no que toca a este assunto. Em que estágio estarão os meus amigos ou conhecidos por quem tenho orado e tentado convidar para criar oportunidades para falar do evangelho.

Vamos analisar esta escala: (Começar do fim)

Escala de Engel

+5 – Reprodução cristã

+4 – Comunhão com Deus

+3 – Início de uma vida de crescimento e de conduta em Cristo

+2 – Incorporação numa igreja local/corpo de Cristo

+1 – Evolução/crescimento depois da sua conversão a Cristo

0 – Conversão a Cristo

-1 – Arrependimento e fé em Cristo

-2 – Decisão para atuar

-3 – Reconhecimento de um problema pessoal

-4 – Atitude positiva em relação ao Evangelho

-5 – Compreensão das consequências do Evangelho

-6 – Consciente das verdades fundamentais do evangelho

-7 – Conhecimento inicial do que é o evangelho

-8 – Consciente que existe um ser supremo, mas sem ter conhecimento acerca do evangelho

-9 – Nenhuma consciência de um ser supremo

-10 – Rejeita a ideia de que existe um ser supremo

 

Mas qual o papel do Espírito Santo neste processo?

Vamos ler: João 16:7-8 – está bem patente aqui que apesar de nós termos de evangelizar que convencer o pecador de que este precisa de Cristo é trabalho do Espírito Santo.

Não podemos deixar de falar e de viver o evangelho, mas temos de ter a consciência de que é responsabilidade do Espírito Santo converter o pecador.

Existem muitas ocasiões onde as pessoas creram no evangelho mas existiram outra em que as pessoas rejeitaram.

Vamos estudar duas ocasiões:

LER: Actos 8:26-40 um exemplo bem-sucedido de evangelização.

LER: Mateus 13:53-58 rejeitaram o próprio Jesus, o autor do Evangelho, ficamos nós tristes quando nos rejeitam a nós?

Se analisarmos o exemplo de Noé… pregou durante 120 anos para que aquele povo se arrependesse, mas o povo não o fez e foi destruído… em comparação com Jonas, pregou durante 1 dia, uma pregação de apenas uma frase, e deu-se o maior avivamento de que há memória converteram-se cerca de 120 mil pessoas num só dia.

Conclusão

É verdade, temos de nos esforçar, de dinamizar ações de evangelização e etc… mas irmãos não nos podemos culpar de as pessoas não se converterem…

A nossa função é falar e viver o evangelho, em termos individuais e coletivos… o Senhor fará o restante!

 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: