Publicado por: absesimbra | 19 de Dezembro de 2016

Pregação culto Natal 18 Dezembro 2016

A pergunta que se coloca no fim da peça de teatro é a seguinte:

“Mas será que as pessoas querem receber esses presentes?”

Analisando um a um…

AMOR – Incondicional; sem limitações; nada nos separa do amor de Deus por nós; necessidade intrínseca de sermos amados sem condições, tal e qual como somos; a resposta a essa necessidade é Jesus Cristo. Mas insistimos em procurar noutras coisas, tais como bens materiais, carreia profissional, família, marido ou esposa, mas só Deus nos ama dessa forma. Ele ama-nos como se fossemos filhos. Talvez a melhor comparação para descrever o amor que Deus tem por nós é o amor que os pais sentem pelos seus filhos (apesar de todas as limitações que esta ilustração pode ter). Fazemos tudo pelos nossos filhos, mas ficamos realizados quando eles nos honram e nos dão apreço.

PERDÃO – Talvez sinta que Deus já não o recebe, porque já fez algo que aos seus olhos não merece perdão. Mas Deus se nós nos arrependermos Ele está disposto a perdoar. A graça e misericórdia de Deus jamais rejeitará um coração verdadeiramente arrependido. Aceite o perdão de Deus, e depois de aceitar esse perdão pratique igualmente o perdão na sua vida diária. O perdão faz melhor a quem perdoa do que à pessoa que é perdoada. O perdão tem uma vertente curativa. Cura interior é alcançada quando perdoamos.

PAZ – Curioso que no hebraico esta palavra traduzida por paz que é Shalom, é uma paz muito mais profunda do que ausência de guerra. É uma paz que mesmo no meio da guerra não é abalada. Esta paz não depende das circunstâncias, aliás ela sobrepõe-se às circunstâncias. Não é porque está tudo bem que temos paz, mas apesar de nem tudo estar bem continuamos a ter paz. Esta paz é assim porque ela não depende de fatores externos, mas vem de dentro para fora. É fruto de um relacionamento que mantemos com Deus e de que confiamos de que Ele é cumpridor das suas promessas. E de que baseado no seu amor nada que Deus faça ou permita é para o nosso mal, mesmo quando por vezes não conseguimos perceber isso.

VIDA ABUNDANTE – Este conceito tem sido muitas vezes mal interpretado. Por vezes prega-se por aí que abundante significa muitos bens materiais, muita saúde, dinheiro, influência, poder… mas se analisarmos a vida de Jesus na terra, e Ele foi o único que viveu de uma forma +perfeita logo deduz-se que ele tenha tido uma vida abundante, a Sua vida é caracterizada por muita coisa boa, mas também por muita coisa má que lhe aconteceu. Jesus foi tentado, Jesus foi maltratado, Jesus foi traído, Jesus foi declarado culpado sem cometer crime algum, Jesus foi negado pelos mais próximos, Jesus foi injuriado, Jesus foi morto… Ora segundo essas novas doutrinas que andam por aí ou Jesus não teve uma vida abundante e como filho de Deus falhou… ou então abundante não significa prosperidade material. Abundante significa que sabemos qual a nossa identidade (que somos filhos de Deus), que temos um propósito de Vida (Glorificar Deus) e que a nossa vida tem significado porque sabemos a quem temos como Deus. Não temos duvidas para onde estamos a caminhar e qual é a nossa esperança futura.

VIDA ETERNA – E é esta, a nossa esperança futura… de que a morte não é um fim em si mesmo e de que Jesus ao nascer, ao morrer e ao ressuscitar tornou possível que eu tomando a decisão de segui-Lo, quando o dia da minha morte chegar possa ir morar com Deus para toda a eternidade. Eu bem sei que este conceito de eterno é muito difícil de compreender e confesso que nós não conseguimos compreender tudo, aliás parte da nossa vivência com Deus tem de ser pela Fé, e a Fé é ter a certeza de que algo vai acontecer mas ainda não se viveu essa coisa. E é com Fé em deus que conseguimos agradar a Deus.

Estes presentes estão todos ao alcance de cada um de nós, basta confiar em Deus. Aceitar o Evangelho.

Reconhecer que pecou, não num tom de julgamento, pense num pai que quer ver o seu filho novamente no bom caminho, mas para o pai quer que o filho reconheça que errou, porque só assim o filho vai querer mudar de atitude de coração. É verdade que o nosso erro tem uma consequência que é a morte, é a consequência do pecado, é a morte… mas Jesus já pagou, nós não precisamos mais de pagar, basta aceitar aquilo que Jesus fez dando-lhe o mérito de ter feito isso, confiando-lhe a nossa vida e tomando a decisão de querer segui-lo para sempre. Depois aceitar os presentes de Deus e festejar o verdadeiro sentido do natal.

Permitam-me terminar com uma história que li num livro do nosso irmão e meu colega pastor Hugo Pinto “Porque Deus desceu a escadas” (Recomendo a leitura).

“Um homem caiu num buraco e não conseguia sair.
Uma pessoa subjectiva chegou e disse: “Eu sinto muito por ti, que estás aí em baixo.”
Uma pessoa objectiva chegou e disse: “É lógico que alguém caia nesse buraco”.
Uma pessoa da ciência cristã passou e disse: “Tu simplesmente pensas que estás nesse buraco.”
Uma pessoa da meditação transcendental disse: “Pensa que não estás nesse buraco”.
Um religioso disse: “Só pessoas más caem num buraco.”
Um matemático calculou como ele caiu no buraco.
Um jornalista queria uma história exclusiva sobre o seu buraco.
Um fundamentalista disse: “Tu mereces o teu buraco.”
Um realista disse: “Isso é mesmo um buraco.”
Um Geólogo disse-lhe para apreciar o estrato da rocha no buraco.
Um fiscal da finanças perguntou-lhe se estava a pagar impostos sobre o seu buraco.
Um inspector da Câmara perguntou-lhe se tinha permissão para cavar um buraco.
Uma pessoa evasiva, ao passar, evitou toda aquela problemática.
Uma pessoa cheia de auto-piedade disse: “Ainda não viste nada até veres o meu buraco.”
Um optimista disse: “As coisas poderiam se piores.”
Um pessimista disse: “As coisas vão ficar piores.”
JESUS vendo o homem, atirou uma escada de corda até ao fundo do buraco, desceu a escada pegou nele, subiu com ele e… tirou-o do buraco.”
Autor desconhecido

Feliz natal!

 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: