Publicado por: absesimbra | 29 de Maio de 2017

PERDÃO Culto dia 28 Maio 2017

Convite final Cultos perdão

Explicar um pouco a intenção de se criar um grupo de Apoio e Autoajuda na igreja. E explicar a parceria com o ministério “Celebrando restauração”

Antes de avançarmos para o áudio do programa convém-nos saber o que é Perdão?

Definição dicionário de Língua Portuguesa: Remissão de pena ou de ofensa ou de dívida; desculpa, indulto. Ato pelo qual uma pessoa é desobrigada de cumprir o que era de seu dever ou obrigação por quem competia exigi-lo.

 

No programa haverá uma dinâmica que é importante seguirmos. Essa dinâmica envolve um papelinho que passo a distribuir.

Vamos então ouvir o programa do pastor Danilo.

Interação com o vídeo:

Há alguém a quem não consegue perdoar?

Leia outra vez o se papelinho…

É uma reflexão que todos nós temos de fazer, para curarmos as feridas que nos têm tirado a alegria e a paz. Pode até já ter aprendido a viver com essas feridas, mas mais tarde o mais cedo, elas abrirão novamente porque o assunto está mal resolvido, está mal curado. E por vezes temos atitudes e agimos de uma certa maneira e nem compreendemos que o fazemos por causa dessas feridas mal curadas.

É necessário obtermos perdão para que a nossa saúde emocional, física e espiritual esteja bem.

 

Citando as 3 afirmações que são focadas no programa que ouvimos esta manhã:

  1. Perdoar é uma escolha, uma decisão e não um sentimento;

Se fosse somente um sentimento, ninguém sente vontade de perdoar. É algo contra a nossa velha natureza. É por isso que tem de ser uma escolha, uma decisão de “Eu vou perdoar”.

  1. Perdoar não é esquecer;

O nosso cérebro é uma super máquina que dificilmente esquece coisas que afetaram os nossos sentimentos. Neste sentido perdoar não é esquecer, mas perdoar é nunca mais usar a situação que nos magoou contra a pessoa que provocou essa mesma situação.

  1. Perdoar é desistir de querer vingança;

Vingança é agir tendo em conta o nosso sentido de justiça perante uma situação que aparentemente nos trouxe o mal. Quando perdoamos decidimos que aquela situação já não nos afeta e com isso desistimos de querer justiça pelas nossas próprias mãos.

CONCLUSÃO

Bem sei que o perdão é um assunto muito complicado de se falar e mais ainda se viver. Mas tem de se começar por algum lado. Não podemos continuar a viver vidas onde estamos presos, acorrentados ao passado em situações que não cedemos a pedir ou aceitar perdão.

Neste momento Deus está a fazer-lhe um convite para dar uma oportunidade a quem o magoou. A quem não merece perdão.

Merecemos nós, perdão? Mas Deus nos concedeu em Cristo Jesus.

Conseguimos alcançar perdão de Deus, então é nossa obrigação igualmente perdoar. Mas como sabemos que isso não acontece de, ânimo leve, tanto estes cultos, como os grupos de apoio e autoajuda servirão para tentar facilitar esta ação de perdoar.

Contamos consigo para a continuação de este processo de cura.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: