Publicado por: absesimbra | 8 de Novembro de 2018

Pregação Efésios 4:7-16

Dando continuidade ao estudo do capítulo 4 de Efésios, vamos hoje estudar Efésios 4:7-16. Relembramos as palavras de Paulo no início do capítulo quando ele roga aos irmãos de Éfeso para que eles andem de uma forma digna da vocação a que foram chamados, andem de um modo digno agora que são seguidores de Cristo. Vimos também que essa forma digna é dar lugar ao Espírito Santo que por sua vez agindo em nós faz sobressair o fruto do Espírito que lemos em Gálatas 5.

Posto isto Paulo então continua na sua carta aos Efésios capítulo 4 versos 7 a 16. (Vamos ler) E depois vamos dividir esta passagem em 3 partes a primeira parte em estudo é a seguinte:

Versão o livro

“Contudo, ele deu a cada um de nós um dom especial de acordo com a generosidade de Cristo.
Ora quando diz que ele subiu, isso significa que antes ele desceu das alturas até às profundidades da Terra.
Mas também aquele que assim desceu, é quem subiu às partes celestiais para encher o universo com a sua presença.”

Nesta parte do texto Paulo fala de que nós os que temos Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador para edificarmos a igreja de Cristo somos presenteados com dons, ou seja, com uma capacidade sobrenatural que Deus nos concede com o fim de contribuirmos para o avanço do Reino de Deus dentro do funcionamento de um corpo/igreja. O mesmo Paulo é o que na sua primeira carta escrita à igreja de Corinto afirma em I Coríntios 12:11 – “Mas um só e o mesmo Espírito realiza todas estas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente.” Referindo-se aos dons. São distribuídos individualmente, mas para serem usados no coletivo. Então cada um de nós tem algo para ajudar a fazer crescer a igreja local aqui em Sesimbra.

Paulo também cita nesta parte da carta o Salmo 68:18, para nos afirmar que nada escapa à presença de Deus e que nada nem ninguém pode escapar à sua graça e misericórdia, mas também ao seu julgamento. Porque efetivamente Cristo é Senhor. Ele pode dar, Ele pode tirar, Ele é o supremo Senhor.

Continuando o texto:
“Foi ele quem deu estes dons à igreja: os apóstolos, os profetas, os evangelistas, os pastores e os ensinadores.,
A responsabilidade deles é o aperfeiçoamento dos crentes para fazerem o trabalho de Deus e edificar a igreja, o corpo de Cristo,
até que assim todos cheguemos à unidade na fé, e ao pleno conhecimento do Filho de Deus, atingindo a maturidade completa conforme o modelo da pessoa de Cristo!”

Paulo nesta parte do texto começa a explicar como Deus deseja que a sua igreja funcione, e de que forma Jesus escolheu certos dons para estes capacitarem outros no serviço do reino de Deus.

Apóstolos; Profetas; Evangelistas; Pastores; Mestres.

Todos estes membros do corpo de Cristo exercem autoridade na vida das pessoas da restante igreja e têm como função exercendo o seu dom dado pelo cabeça do corpo, aperfeiçoar os restantes membros para estes fazerem o trabalho de Deus na edificação da igreja.

A igreja é um grupo de pessoas organizado com liderança bem definida e com propósitos bem definidos. Vemos aqui também que a liderança da igreja local tem de ser colegial, ou seja, mais que um líder. Porque um líder só não tem todas essas capacidades e assim existindo outros complementam-se entre si e os dons que um tem o outro não tem e vice-versa. Por vezes parece que o pastor tem de saber de tudo e tudo, mas o que vemos nesta passagem é que existem funções bem definidas orientadas pelos dons e não pela necessidade. É verdade que existem etapas da vida da comunidade em que temos de trabalhar em certas áreas porque existe uma necessidade, mas a forma como Deus idealizou a mecânica da igreja local é cada um colocando em prática os seus dons e talentos para o serviço do próximo e do reino dos céus.

As lideranças das igrejas locais entre outros objetivos estão lá colocadas por Deus para liderar, orientar e treinar os membros a trabalharem para o avanço do reino dos céus por esta terra.

Com que objetivo? Está lá bem específico, até que assim todos cheguemos à unidade na fé, e ao pleno conhecimento do Filho de Deus, atingindo a maturidade completa conforme o modelo da pessoa de Cristo.”

Até sermos maduros! Maduro é diferente de perfeito. Sabemos que perfeitos não vamos conseguir ser, mas maduros aí sim podemos ser. Mas então como pode ser definida esta maturidade? O que é ser maduro? É o que Paulo continua a dizer no resto da passagem em estudo:
“Então não seremos mais como crianças instáveis, variando com facilidade de ideias e de sentimentos, influenciados pelos ventos de doutrinas várias que nos empurram ora para um lado ora para o outro, ao sabor de pessoas sem escrúpulos que astuciosamente procuram arrastar as almas para o erro.
Em vez disso, seguindo a verdade em amor, que possamos crescer, em todos os aspetos da nossa vida, segundo Cristo, que é a cabeça da igreja.
Sob a sua orientação, o corpo inteiro é perfeitamente ligado entre si. À medida que cada parte faz o seu trabalho específico, isso ajudará as outras partes a crescer, para que todo o corpo seja saudável e edificado em amor.”

 

Isto é aquilo que Paulo quer dizer com o aperfeiçoamento, com a maturidade cristã.

Como são as crianças? Imaturas. Ingénuas e são de fácil manipulação. São vulneráveis. Precisamos dentro da igreja criar um sistema parecido com o nosso lar, e para com os nossos filhos. Proteção vs Risco de saber voar…

Exemplo do ninho! Mas tem de existir um momento em que eles vão voar… em que terão de sair de casa e fazer a sua vida. Mas firmados na Palavra de Deus. Sabendo a verdade acerca de Cristo.

Ora qual a nossa postura face ás más circunstâncias… como reagimos quando a vida nos corre mal?

Ou qual a nossa postura face ás várias ideologias contrárias à palavra de Deus?

A semana passada falei do Halloween…

Mas podemos falar por exemplo da Ideologia de gênero…

Comportamentos desregrados, fora do nosso domínio próprio?

Ou então falar do consumismo que se aproxima aí uma época em que se compra aquilo que não precisamos com o dinheiro que não temos.

Como deve estar a nossa opinião? Manipulada pela sociedade ou firmada na palavra de Deus? Se não sabemos o que Deus pensa acerca de um determinado assunto, então temos de aprender, perguntar para os líderes da igreja e procurar firmar o nosso estilo de vida na Palavra de Deus.

Com isso os nossos filhos espirituais terão outros filhos espirituais… e assim cresce o corpo de Cristo.

Concluindo com a última frase do texto:

“Sob a sua orientação, o corpo inteiro é perfeitamente ligado entre si. À medida que cada parte faz o seu trabalho específico, isso ajudará as outras partes a crescer, para que todo o corpo seja saudável e edificado em amor.”

Orientação de Cristo, ligados entre nós, cada um faz o seu trabalho específico e assim o corpo cresce.

O que vemos aqui?

Uma dinâmica saudável em que cada um faz a sua parte de acordo com as suas capacidades contribuindo para o crescimento do próprio corpo e reprodução do mesmo. Não devemos fazer demais, mas também não devemos fazer de menos, devemos sim buscar Deus, perguntar genuinamente a Deus onde Ele quer que nós estejamos a servir em que área, em que ministério na igreja local, onde posso ser útil, porque todos somos úteis, basta para isso ter uma formação adequada, uma capacitação certa, e essa é responsabilidade dos líderes da igreja local. E acredite, irmão se tiver esse desejo formação não vai faltar. É preciso é ter ousadia para começar e Deus vais agir.

Está disposto a estar nas mãos de Deus para Ele o usar? Isso envolver algumas mudanças, seja de rotina, seja de vida, mas o retorno e a bênção não têm preço. Estamos dispostos?


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: